2º Módulo Escovas

2º Módulo Escovas

Brushing Anelado

Conforme a própria palavra já diz, o anelado é uma sucessão de anéis ou caracóis. Uma das várias modalidades do brushing, o anelado tem como principal característica proporcionar um visual solto, com cachos em toda a região capilar.
Os tipos de cabelos mais indicados para fazer o anelado são os cabelos ondulados naturais ou artificiais (permanente).

Principais tópicos:

Comprimento; Corte; Divisão; Material.

COMPRIMENTO


É necessário, no mínimo, 12 cm abaixo da nuca. Esse comprimento permite conseguir mais facilmente o caracol desejado, sem que as pontas das mechas fiquem lisas demais. Caso as pontas assim fiquem, o caracol não se fechará direito. Desse modo, o brushing se desmanchará mais rápido.

CORTE


Deverá ser repicado, pois esse corte proporciona um anelado mais bonito, com toque de leveza, pois o caimento desse corte pode ser comparado a uma escada.
A parte mais curta começa no topo da cabeça e o comprimento vai aumentando gradualmente até chegar à nuca.
Os caracóis (ou anéis) acompanham o caimento do corte, formando harmônicas fileiras de cachos

DIVISÃO


A divisão deve ser feita sempre com o auxílio do pente de cabo. Basicamente ela é feita em cinco partes, onde cada parte deverá ter sua linha traçada em forma de ziguezague, pois assim evita-se que a parte da raiz onde ela se encontra fique marcada.
1ª e 2ª Divisão: traçar uma linha zigue-zague do meio da cabeça ao meio da nuca.

3ª e 4ª Divisão: traçar uma linha zigue-zague do mesmo ponto até 1 cm atrás da orelha, isto do lado direito e esquerdo da cabeça.

5ª Divisão: deverá ter como ponto de partida usando como base 1/3 das sobrancelhas, seguindo em linha reta até juntar-se à linha que cruza de orelha a orelha.

PROCEDIMENTO PARA REALIZAR O BRUSHING ANELADO


Começar dividindo o cabelo em “V”, acompanhando o corte do cabelo ou arredondando. As mechas devem ter aproximadamente 1,5 cm de espessura.
Em seguida, colocar a escova na mecha próximo à raiz, dando um meio giro a fim de obter maior firmeza. Isto pode ser feito com auxílio da mão, puxando a escova e procurando deixar a mecha em 90º em relação à cabeça, com o propósito de dar volume à raiz.
Depois de secar a raiz, puxa-se a escova para as pontas, enrolando o cabelo, procurando não deixar que as pontas se dobrem.
Movimentá-los bem. Para tal, roda-se a escova em movimentos de vai e vem, isto quer dizer que a escova deverá enrolar e desenrolar nas pontas, no mínimo uma volta e meio, a fim de que fiquem bem modeladas.

Para obter um cacho bem firme, é necessário que a escova seja menor que o cacho desejado.
Nas laterais, dividir na transversal e seguir o mesmo processo, subindo mecha por mecha até juntar com a parte de cima e de trás. Por último, trabalhar a parte de cima, que por sua vez irá juntar todas as partes.