7º Módulo Corte

7º Módulo Corte

Técnicas Básicas de Corte

TÉCNICAS BÁSICAS DE CORTE

Devemos sempre nos lembrar de analisar o cabelo antes de começar o corte. Exemplo: redemoinhos, comprimento desejado, estética do rosto, etc. Sempre definir o corte através do diálogo com o cliente.

ONE LENGHT (UM COMPRIMENTO) – FIO RETO
A divisão principal do one lenght é feita em quatro partes:

  • A primeira divisão traçada no meio da parte frontal até o meio da nuca;

  • A segunda divisão é traçada do meio do topo da cabeça rente às bordas das orelhas esquerda e direita, assim, obtemos 4 partes;

  • Traçando a primeira e a segunda divisão, obterá um ponto de cruzamento que denominamos ponto zero ou golden point;

  • Ao traçar as divisões, elas deverão ser as mais precisas possíveis, pois são de suma importância para um bom corte;
  • A não precisão do traçado das divisões acarretará em ângulos diferentes.

Para uma pessoa destra (que usa a mão direita), a sequência correta é 1, 2, 3 e 4. Geralmente, a pessoa destra inicia o corte pelo lado esquerdo em função desse lado ser o mais difícil.

Vamos agora explicar em poucas palavras por que devemos obedecer a sequência de um corte pela numeração 1, 2, 3 e 4. Exemplo: se cortarmos o 1 e o 3, teremos também que cortar o 2 e 4 a fim de que o cliente possa ver se o comprimento do cabelo está ou não satisfatório. Caso não esteja, teremos que voltar ao processo inicial novamente e, assim, cortamos 1, 3 e 2.
É por isso que iniciamos o corte obedecendo a sequência 1 e 2. Tal procedimento permitirá que o cliente tenha uma noção do comprimento desejado.

DIVISÃO 1
A divisão no sentido diagonal é considerada universalmente como a mais indicada para um corte de cabelo, porque:
1. Aproveita o caimento normal para o centro;
2. Teoricamente tensiona para o centro;
3. Inverte a tendência natural (pela proporção de cabelo entre a lateral e a parte de trás e por esta região ter forma arredondada);
4. Essa divisão diagonal acarretará dois pontos de vista, dependendo do ângulo que for olhada: divisão diagonal real e divisão diagonal abaulada;
5. A proporção dessa divisão é de 3 por 2. A medida adequada acompanhando essa proporção (3 por 2) é de aproximadamente 1 cm por 7 mm.
Portanto, sempre que cortamos um cabelo, a divisão do mesmo deverá ser feita no sentido diagonal.


DIVISÃO 2
1. Na parte lateral,dividimos o cabelo em sentido reto porque simplesmente acompanhamos a anatomia da cabeça, que nessa região é plana. Essa divisão obedece uma proporção de 1 cm e é paralela ao chão;
2. Dessa divisão acima citada, seguimos a seguinte sequência: traçamos uma divisão diagonal até a nuca, também na proporção 1 por 1;
3. A divisão diagonal na nuca é para que tenhamos uma base mais perfeita para um corte na lateral.

Observações:

  • Todas as divisões deverão ser feitas na espessura de mais ou menos 1 cm;
  • É fundamental, quando cortamos um cabelo one lenght, que a mecha a ser cortada esteja diretamente centralizada no nosso campo de visão;
  • A cabeça deverá estar sempre inclinada na frente da visão do profissional, a fim de que possamos acompanhar com exatidão matemática o desenrolar do corte;
  • A intensidade com que se penteia a primeira mecha deverá ser mantida quando pentearmos todas as demais mechas;
  • Quanto mais fina for a mecha (no sentido da quantidade de cabelo), o degradeé será, consequentemente, menor;
  • Quando cortamos as mechas laterais, sobre as orelhas, devemos ter a máxima cautela e precisão a fim de que possamos obter o resultado natural de caimento dos cabelos, isto é, devemos agir como um rio que sabiamente se desvia dos obstáculos. No caso, os “obstáculos” são as orelhas.

SIDE GRADATION
Corte em camadas, graduação na lateral. Neste corte, a divisão será feita em cinco partes:
1ª parte: do lado esquerdo da cabeça, traçamos uma linha vertical do topo até o centro da orelha.

2ª parte: traçamos uma linha vertical do centro do topo da cabeça até o meio da nuca.

3ª e 4ª partes: do lado direito do cliente traçamos uma linha vertical do topo da cabeça até o centro de cada orelha, assim teremos a 3a e 4a partes.

5ª parte: tendo como base as sobrancelhas, através das quais traçamos uma linha a partir de 1/3 do lado externo das mesmas até o encontro da linha que vai de orelha a orelha.

Divisão para o corte: começamos pela primeira parte, traçando uma linha de 2 cm, paralela ao chão, e a 2a parte dividimos na diagonal também na largura de 2 cm, ou seja, 2 cm por 2 cm.

Em seguida, traçamos linhas diagonais de 1 cm e cortamos na vertical para cima (1a parte), na lateral até o encontro da linha da 5a parte e na 2a parte até o encontro do meio da parte de trás.

Após o término da 2a parte, faremos o mesmo procedimento no lado direito, nas partes 3 e 4, mudando apenas o movimento da tesoura, que será na vertical para baixo.

Após o término da 4a parte, começaremos o corte da 5a parte, na qual será traçada uma linha de 2 cm do meio do topo da cabeça até o meio da testa.

Esta linha servirá de base para o corte da 5a parte, na qual as divisões serão abauladas para trás.

GRADATION
Graduação do comprimento maior para o menor (de cima para baixo). A divisão é feita em cinco partes, sendo que o início do corte dar-se-á a seguinte ordem: 1, 2, 3, 4 e 5.
1ª e 2ª divisões: do meio do topo da cabeça, traçamos uma linha vertical até o centro da nuca. Em seguida, traçaremos outra linha vertical no mesmo ponto do topo da cabeça até o centro da orelha esquerda, assim obtemos partes 1 e 2.

3ª e 4ª divisões: traçaremos uma linha vertical do encontro da 1a com a 2a divisão até o meio da orelha direita, assim obtendo a 3a e 4a partes.

5ª divisão: tendo como base as sobrancelhas, traçaremos duas linhas a partir de 1/3 do lado externo das mesmas, até o encontro da divisão de orelha a orelha.

Divisão para o corte: na 1a parte, traçaremos linhas diagonais de 2 cm. Em seguida, traçaremos linhas diagonais de 1 cm, tendo como referência o ponto zero ou golden point, assim, teremos mechas de 2 cm X 1 cm, que cortaremos na vertical para baixo.

2ª parte: traçaremos uma linha paralela ao chão, de 2 cm de espessura. Feito isso, faremos linhas diagonais de 1 cm, tendo como referência o golden point e cortaremos na vertical para baixo.

3ª e 4ª partes: faremos o mesmo procedimento da 1a e 2a partes, só que cortaremos na vertical para cima.
5ª parte: traçaremos divisões abauladas de 2 cm e radiais de 1 cm em direção ao golden point, sempre obedecendo sequência da esquerda para direita.

Observação: ao cortar uma mecha, o mais aconselhável é ela estar no campo de visão do profissional. Basicamente, a mecha deve ser direcionada na altura do peito.

 

A IMPORTÂNCIA DO ACABAMENTO NO CORTE

A preocupação com o acabamento é muito importante. Uma boa finalização demonstra o interesse em proporcionar um resultado além de satisfatório, extremamente profissional.