Manicure Pedicure

Manicure Pedicure

Biossegurança e Higiene no Trabalho

Biossegurança

É o conjunto de ações voltadas para a prevenção, proteção do trabalhador, minimização de riscos inerentes às atividades de pesquisa, produção, ensino e prestação de serviços, visando à saúde do homem, dos animais, a preservação do meio ambiente.

Riscos à saúde

O mais preocupante é a possibilidade de contrair doenças infecciosas, como: a AIDS (Vírus HIV), a Hepatite B (Vírus HBV) e a Hepatite C (Vírus HCV). Risco de se adquirir dermatoses ocupacionais como as dermatites de contato, que podem ser causadas pelo manuseio inadequado de produtos químicos utilizados Os abscessos purulentos e as micoses nas unhas causadas por bactérias e fungos, decorrentes de acidentes com materiais perfuro cortantes contaminados (ex: alicates de cutículas) esterilizados de forma inapropriada.

Prevenção

De acordo com a NR (Norma Regulamentadora) nº 07 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABTN), da Portaria nº 3214 de 08/06/1978 do Ministério de Trabalho são obrigatórios os seguintes instrumentos de E.P.I. (Equipamento de Proteção Individual)

7.2.1 – Proteção para a cabeça

Óculos – devem ser utilizados durante a manipulação de produtos químicos. Máscaras – devem ser utilizadas durante todo processo, para evitar a inalação de produtos químicos e pó durante o lixamento

7.2.2 – Proteção para membros superiores

Luvas – as luvas de látex/vinil são de uso obrigatório nos procedimentos potencialmente invasivos, em que exista risco de contato com o sangue, devendo ser desprezadas após o uso em cada cliente. As luvas de borracha deverão ser utilizadas para lavar os materiais (ex: alicate de corte, alicate de cutícula, espátulas, palito de inox, cureta entre outros) e também, no contato com produtos químicos de ação corrosiva.

7.2.4 – Proteção para membros inferiores

Sapatos – usar sapatos fechados, evitando o uso de chinelos

Higiene

A higiene no ambiente de trabalho é fundamental. A cliente, ao sentar, discretamente observa todo seu material de trabalho. Mantenha o ambiente, o material e o uniforme sempre limpo. Isto faz com que a cliente fique tranqüila e volte outras vezes.

Definições:

Limpeza: operação para remoção mecânica de sujidade ou mau odor. Assepsia: processo pelo qual se consegue o afastamento dos germes patogênicos de determinado local ou objeto.
Desinfecção: processo pelo qual são destruídos os microorganismos em sua forma vegetativa, com exceção aos esporos.
Descontaminação: retirada ou inativação de microorganismos para garantir uma manipulação segura.
Esterilização: é a destruição de todas as formas de microorganismos, inclusive os esporos por métodos físicos ou químicos.

Os materiais de trabalho são divididos em 3 categorias:

Críticos: são materiais que penetram nos tecidos e vasos. Estes necessitam ser esterilizado. Exemplos: cureta, pinças, agulhas, objetos cortantes.
Semi-críticos: são materiais de uso permanente, que entram em contato com as mucosas. Exemplo: luvas
Não-críticos: são materiais de uso permanente, que não entram em contato com doentes e que admite a desinfecção como: alicates de corte, alicates de cutícula, espátulas, cureta, palito de inox, tigelas de vidro, plástico ou de aço inox.
*Descartáveis: são materiais de uso único e devem ser jogados fora. Exemplos: luvas, algodão, máscara, lixas, pau-de-laranjeira.

Higienização, desinfecção, descontaminação e esterilização.

Higienização da área de trabalho: lavar com água e sabão a pia de manipulação e limpar os carrinhos e as gavetas com álcool 70º.

Descontaminação do material de trabalho: após lavar com água e sabão, mergulhar no recipiente com o produto determinado pela ANVISA pelo tempo mínimo determinado pelo fabricante, conforme a instrução de uso.

Desinfecção: deve ser feita quando há sangue e/ou secreções orgânicas. Lavar com água e sabão e utilizar álcool etílico 70º.

Esterilização: há aparelhos e agentes químicos.

Químicos: Detergente Enzimático é um agente químico. O tempo de imersão varia de acordo com o fabricante. Sempre deve usar luvas para manusear um produto químico.

Procedimento Químico:

  1. Lavar as mãos
  2. Lavar o material com escova para remover os resíduos
  3. Enxaguar com água abundante
  4. Secar com papel descartável
  5. Colocar luva para proteger as mãos
  6. Mergulhar completamente os materiais no produto químico e deixar agir de acordo com as instruções do produto adquirido.
  7. Colocar a luva novamente para retirar o material
  8. Secar os materiais com papel descartável
  9. Envolver a ponta de cada material com papel alumínio para garantir a esterilização
  10. Guardar o material esterilizado em recipiente fechadoAutoclave: calor úmido sob pressão. Aparelho indicado para ser utilizado para materiais em grande quantidade. Utilizar à 121ºC, pressão de 2 atmosferas (15 libras) por 15 a 20 minutos.

Procedimento de esterilização na AUTOCLAVE:

  1. Colocar a luva de borracha;
  2. Lavar os materiais, um a um, com a escova e sabão neutro;
  3. Enxaguar em água abundante;
  4. Colocar os materiais de molho na cuba plástica e deixar o tempo determinado pelo fabricante de DETERGENTE ENZIMÁTICO;
  5. Enxaguar em água abundante;
  6. Secar com toalha descartável;
  7. Passar óleo lubrificante e envolver a ponta do alicate com algodão;
  8. Colocar os materiais na embalagem de esterilização;
  9. Após lacrar o envelope, escrever o NOME e a DATA, ANTES DE COLOCAR NA AUTOCLAVE;
  10. Colocar os materiais na autoclave para esterilizar;
  11. Após esterilização, armazenar no recipiente com tampa, para evitar contaminação.

– O produto a ser utilizado na cuba plástica é o DETERGENTE ENZIMÁTICO. O Germe-Rio (produto cor de rosa) não poderá ser utilizado. *O Detergente Enzimático deve ser diluído em água e pode ser utilizado o dia inteiro. Descartar a solução somente no fim do dia.

– DEVE CONSTAR NA EMBALAGEM DE ESTERILIZAÇÃO:

NOME DA PROFISSIONAL
DATA: DD/MM/AA

 

*VALIDADE DA ESTERILIZAÇÃO: 7 DIAS, a partir da data que colocou na autoclave.
No oitavo dia, tem que repetir o processo completo (LAVAR, DEIXAR DE MOLHO NA SOLUÇÃO DE DETERGENTE ENZIMÁTICO, ENXAGUAR, SECAR, EMBALAR E ESTERILIZAR)

*A embalagem de esterilização deve ser RASGADA na frente da cliente.

Estufa: calor seco. O tempo de esterilização é maior e a temperatura também é elevada. Os materiais metálicos normalmente são esterilizados na estufa para não alterar o corte e para não provocar a corrosão. Utilizar à 160ºC por 2 horas ou à 170º por 1 hora. NUNCA abra a estufa durante o processo (se abrir, reiniciar o processo). Não deixar os materiais em contato com a parede interna do aparelho.

Procedimento na Estufa:

  1. Colocar a luva de borracha;
  2. Lavar os materiais, um a um, com a escova e sabão neutro;
  3. Enxaguar em água abundante;
  4. Colocar os materiais de molho na cuba plástica e deixar o tempo determinado pelo fabricante de DETERGENTE ENZIMÁTICO;
  5. Enxaguar em água abundante;
  6. Secar com toalha descartável;
  7. Embalar em embalagem específica para esterilização e colocar na estufa à 160ºC por 2 horas ou à 170º por 1 hora.
  8. Aguardar abaixar a temperatura da estufa para retirar o material.
  9. Guardar o material esterilizado em recipiente fechado.